Chá de Moringa

Nome científico: Moringa oleífera Lam.

Sinonímia científica: M. pterygosperma Gaert., M. moringa (L.). Millsp., M. nux-ben Perr., Hyperanthera moringa Willd., e Guilandina moringa Lam.

Nome popular: Moringa, quiabo de-quina, lírio. Horseradish tree ou rabanete picante; acáciabranca, árvore-rabanete-de-cavalo, cedro, moringueiro.

Família: Moringaceae.

Parte Utilizada: Folhas.

Ação Farmacológica:

Estimulante cardíaco, e circulatório, hipoglicemiante, antitumoral, antipirética, antiepilética, antiespasmódica, diurética, hepatoprotetora no combate a inflamações, hipertensão arterial e antidiarreica, antioxidante, fotoprotetor, antimicrobiana, antifúngica antiparasitária. São usadas para tratar a desnutrição, febre, dores de cabeça, dor no nervo, e ainda possui propriedades antifadiga e antídoto contra picadas de centopeias, escorpiões e aranhas.

As folhas também demostraram capacidade em promover uma redução considerável nos níveis de glicose no sangue e na urina, com aumento da proteína sérica total, do peso corporal e da hemoglobina e redução da proteinúria sendo indicada para tratamento do diabetes mellitus. A atividade antioxidante in vitro de extratos aquosos de folhas da moringa foi estudada e os resultados mostraram que os extratos são potentes fontes de substâncias sequestradoras de radicais livres sugerindo que estes extratos são capazes de prevenir os danos oxidativos do organismo humano. A planta ainda apresenta atividade protetora contra a formação de úlceras gástricas, e duodenais, apresentando vantagens em relação aos tratamentos clássicos com antiácidos.

Toxicidade/Contraindicações:

Pacientes com distúrbio da tireóide devem fazer uso do extrato com acompanhamento médico.

Dosagem e Modo de Usar:

Infusão: 2 colheres de chá da erva para uma xícara de água (200mL) 2 x ao dia

Quero um Orçamento
Realize seu Orçamento
Em breve retornaremos.